Twitter Facebook Instagram
Para acessar sua área PDO, insira os campos abaixo.

Setor industrial mantém contratação de novos colaboradores durante 13 meses Ext

Notícias 01 de setembro de 2021

“O ano que vem será o ano do sucesso para o setor industrial com a retomada da economia e aumento constante da produtividade com diversas ofertas de emprego”, é o que ressalta Robson Martuchi, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos (ACE). Pelo terceiro mês consecutivo, a produção industrial registrou crescimento e o emprego no setor não cai há 13 meses, segundo os dados da pesquisa de Sondagem Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O índice de produção aumentou 1,7 pontos em relação a junho e fechou agosto com 53,7 pontos. Já o índice de evolução do número de empregados alcançou 52 pontos. O indicador da CNI é de 0 a 100 pontos, 50 é a linha de corte e quanto mais os pontos forem maiores que o corte, maior e mais intensa é a evolução da produção.

 “É perceptível o quanto que o setor industrial está recuperando suas atividades, a economia e produções no caminho da normalidade. Aliado a questão da maior confiança do consumidor em sair de casa para fazer as suas compras, mais produtos as indústrias estão ofertando aos seus revendedores e, consequentemente, maiores são as ofertas de empregos para a população. Vivemos um cenário de certeza de que no ano que vem a economia estará 100% recuperada. E cada vez mais a indústria será a geradora de renda da sociedade”, destacou Robson Martuchi, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos (ACE).

Para as indústrias, de acordo com a pesquisa da CNI, a situação atual é a melhor em relação ao segundo semestre de 2020, época que faltavam muitos insumos e o setor atingiu o ponto mais crítico. Portanto, “para os próximos meses, as expectativas são positivas e faz com que as intenções de investimento no setor sejam elevadas. Os empreendedores industriais esperam o aumento da demanda, das exportações e que o número de colaboradores cumpra com a produção de matéria prima”, finalizou Robson.

 

Parceiros

CACB SCPC Certisign CRDC ACCREDITO