Twitter Facebook Instagram

Limeira contra o coronavírus

Notícias 13 de abril de 2020

Por causa da taxa de contaminação do COVID-19, os governantes precisaram iniciar diversas medidas para combater a sua disseminação. Em Limeira a primeira ação ocorreu; segundo informações fornecidas pela assessoria da Prefeitura Municipal; em fevereiro, com a criação de um Grupo Técnico de Controle, Assistência e Vigilância.

Para fazer parte deste grupo, foram convidados representantes da Secretaria de Saúde e dos hospitais da cidade (Santa Casa, Frei Galvão, Humanitária, Unimed e Medical), que discutem o avanço do coronavírus no mundo e as medidas preventivas que podem ser adotadas na cidade. Todas as decisões a partir deste momento foram tomadas com base nos decretos do Governo Estadual, principalmente o de nº 64.881 que instituiu os períodos de quarentena em São Paulo.

A segunda medida foi a criação da unidade de referência para o tratamento do coronavírus. O local escolhido foi o Hospital Humanitária, que passará a receber todos os pacientes com suspeita de contaminação e que necessitem de atendimento especial, com 16 leitos de UTI (com possibilidade de expansão para até 30) para o tratamento destas pessoas, que devem ser isoladas dos demais enfermos.

Também foi iniciada a campanha de conscientização, reforçando a importância da higienização correta das mãos, que são as principais atitudes contra a contaminação do COVID-19. Após o governo estadual declarar medida de quarentena, a partir do dia 24 de março, o isolamento social passou a ser intensificado em Limeira, assim como a suspensão de todas as atividades comerciais (exceto delivery) que não são considerados essenciais.

No decorrer da quarentena, o poder público já havia se antecipado e iniciado a limpeza e desinfecção interna das Unidades Básicas de Saúde (UBS), Terminal Urbano e Rodoviária, como medida preventiva ao coronavírus. Mais recentemente foram feitas as desinfecções no entorno das UBS, hospitais e rodoviária, bem como em diversas ruas do município, e a ação teve apoio de 30 produtores rurais da cidade, que se mobilizaram para auxiliar com insumos específicos para o combate ao vírus.

Na área econômica, o governo municipal decretou a isenção do preço público (taxa de licença) para ambulantes em abril, maio e junho. Houve também a dispensa da tarifa de água e esgoto, dos beneficiários da "tarifa social", em abril, maio e junho de 2020.

A Prefeitura Municipal vem tomando todas as ações cabíveis, respeitando as medidas impostas pelos decretos estaduais, além das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) que estão sendo empregadas por todas as lideranças, para facilitar e minimizar os impactos sociais e econômicos.

 Atualmente a prefeitura vem discutindo com as entidades representativas da sociedade civil, possibilidades de flexibilizar o isolamento, para que, de forma responsável, diminua o impacto econômico nas empresas geradoras de emprego em nossa cidade.

Além disso, é preciso ressaltar a importância da população respeitar o isolamento social e necessário seguir todas as medidas de higiene e recomendações feitas pelos profissionais e especialistas da área de saúde, uma vez que o retorno à normalidade depende da colaboração de todos.

Parceiros

CACB SCPC SEBRAE Certisign