FACESP - Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo novas ideias
construindo caminhos
FACEP

Encontre sua AC

ACESSO PDO

Comércio no Estado espera crescimento médio de 4% com vendas para o Dia das Crianças

Notícias 09 de outubro de 2019

O comércio no Estado de São Paulo espera um crescimento médio de até 4% nas vendas para o Dia das Crianças em 2019 na comparação com igual período do ano passado. O índice tem como base as análises feitas pelas Associações Comerciais (ACs) e compiladas pela Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo).

O levantamento desenvolvido por ACs de 15 cidades de diferentes regiões do Estado foi analisado. A expectativa mais positiva é Franca, com 10%. Piracicaba aparece em segundo com 8% de crescimento. Sorocaba, Marília, Pompeia, Bastos, Garça e São Paulo apresentaram um indicador mais tímido: 2%

O Dia das Crianças é considerado a terceira melhor data para o comércio, ficando atrás apenas do Natal e do Dia das Mães. De maneira geral, o desempenho das vendas vai acompanhar a trajetória de aceleração, mesmo que ainda lenta, do ritmo de crescimento do varejo e da economia brasileira.

A liberação do FGTS, o aumento da confiança do consumidor e a queda dos juros são outros fatores apontados como determinantes para esta ascensão. Em setembro, o Índice Nacional de Confiança (INC) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) subiu pela primeira vez no ano e ficou em 92 pontos.

O gasto com o presente deverá ser entre R$ 50,00 a R$ 100,00, de acordo com pesquisa realizada pela FCDLESP (Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo).

“Nossa expectativa segue o ritmo médio no qual o comércio vem crescendo neste ano. Não é um resultado excepcional, mas acaba sendo positivo”, diz Marcel Solimeo, economista da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Brinquedos lideram entre os itens mais procurados, seguidos por artigos de vestuário e os eletrônicos. O presidente da Associação Comercial Empresarial de Jundiaí, Elton Monteiro, lembra que a faixa etária de crianças que gostam de ganhar brinquedos caiu e, por isso, a data comemorativa acaba movimentando outros setores. “As crianças estão bem envolvidas com a tecnologia e muitas preferem ganhar eletrônicos”, afirmou.

Mesmo com um certo otimismo para a retomada mais consistente da economia, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília, Adriano Luiz Martins, avalia que o momento ainda é de insegurança. “O poder de compra das famílias tem sido tímido em razão do medo do desemprego, das elevadas taxas de impostos e os juros ainda exagerados”, disse. “O importante neste momento é haver crescimento, seja ele qual for”, afirmou.

Já Gabriel Couto, economista da Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto (Acirp), o período em 2019 oferece aos consumidores e lojistas um ambiente mais favorável. “No Dia das Crianças de 2018, o cenário era de profunda incerteza relacionada à corrida eleitoral, o que não ocorre agora”, explicou.

Segundo pesquisa da Boa Vista SCPC, 83% dos empresários acreditam que as vendas do Dia das Crianças deste ano serão iguais ou maiores que em 2018. Cerca de 430 empresários em todo o país, entre os meses de agosto e setembro.

Na avaliação do presidente da ACIF Franca, Tarciso Bôtto, a liberação do FGTS é um fator econômico relevante e pode explicar este otimismo. “Já foram injetados mais de R$ 10 bilhões na economia brasileira e os saques para os nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro serão liberados no dia 9 deste mês, às vésperas da data. O horário de atendimento estendido também deve colaborar para um melhor desempenho nas vendas”, ressaltou.

Ainda segundo o levantamento da Boa Vista, 14% dos empresários irão contratar mais mão de obra para atender a demanda de vendas nesta data.

DICAS

“É importante que os lojistas apostem em ações promocionais focadas no universo das crianças”, orientou Mateus Morales, presidente da ACIF Fernandópolis.

Fádua Sleiman, vice-presidente da ACMC Mogi das Cruzes, destaca que o Dia das Crianças de 2019 pode superar os resultados do Dia dos Namorados e do Dia das Mães deste ano, “porque há mais dinheiro em circulação e um empenho maior dos pais, tios e padrinhos em presentear os pequenos”.

Como é uma data de grande potencial, os lojistas devem explorar ao máximo as possibilidades, diz Fádua. "Material de divulgação, vitrines atrativas, promoções e distribuição de brindes são importantes aliados na conquista dos clientes”, orienta a vice-presidente.

“Saber quanto pode gastar. Essa regra deve ser cumprida fielmente para não estourar o orçamento”, afirmou o vice-presidente da ACE Ourinhos, Alexandre Mariani.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Garça (Acig), João Francisco Galhardo, ressaltou que trata-se de mais uma oportunidade para se fazer a diferença e fidelizar os clientes. “As crianças estão mais exigentes e com múltiplas escolhas. É o momento de o lojista oferecer de forma lúdica os seus produtos, aliar suas vendas a um pouco de magia para fazer a diferença. São poucos os pais que não se rendem”, disse Galhardo.

Confira a expectativa de vendas para o Dia das Crianças:

Associação Comercial

Expectativa

Sorocaba

2%

Marília

2%

Pompeia

2%

Bastos

2%

Garça

2%

São Paulo

2%

Sumaré

4%

Jundiaí

4%

Mogi das Cruzes

4%

Campinas

4,7%

S.Bernardo do Campo

5%

Suzano

6%

Indaiatuba

6,8%

Piracicaba

8%

Franca

10%

Média estadual

4%

 

Mais informações:

Cleber Lazo            

Assessoria de Imprensa Facesp

cleber.lazo@facesp.com.br

(11) 3180-3539

 

Sobre a Facesp: A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), com 55 anos de existência, promove a união das "forças vivas" do Estado de São Paulo, estimulando os empreendedores paulistas a participar da vida política, econômica e social do Estado e do País. É uma entidade de âmbito estadual, com a missão de integrar o empresariado paulista por meio das Associações Comerciais de cada município, atuando em ações que tenham por objetivo a luta pelas liberdades individuais, o apoio à livre iniciativa, a unidade da classe empresarial e a garantia da democracia e do desenvolvimento. Atualmente, mais de 420 Associações Comerciais integram a Facesp e lutam, juntas, pela bandeira do empreendedorismo.

Parceiros CACB SCPC SEBRAE Certisign