Twitter Facebook Instagram
Para acessar sua área PDO, insira os campos abaixo.

PIX Saque e PIX Troco: ACIG orienta empresários do comércio sobre as novas modalidades

Notícias 06 de dezembro de 2021

Desde o último dia 29 de novembro estão disponíveis as novas modalidades do PIX (Saque e Troco). De acordo com a Associação Comercial e Industrial de Garça (ACIG), as novas modalidades são boas oportunidades para os comerciantes, que, entre outros fatores podem dar mais visibilidade para os seus produtos e serviços.

“Todo serviço novo traz consigo uma certa preocupação e insegurança. O PIX, quando chegou há cerca de um ano, foi visto com certa incredulidade e hoje é uma das moedas mais utilizadas. Com o Pix Saque e Troco o comerciante, o empreendedor têm uma oportunidade a mais de oferecer ao cliente os seus produtos e serviços”, falou o superintendente da Acig, Fábio Dias.

Segundo ele, ao sacar um determinado valor, o consumidor poderá aproveitar a oportunidade e realizar compras no mesmo comércio, uma estratégia para o reuso do dinheiro no local.
Conforme explicou Dias, outra vantagem é que os comerciantes serão remunerados com valores entre R$ 0,25 e R$ 0,95 por transação, a depender da negociação com a instituição bancária de relacionamento. Quando se trata da gestão de numerários, ou seja, a contabilização, processamento e transporte de valores, há ainda o ganho com a redução de custos, como aqueles relacionados à segurança e aos depósitos. Já os usuários, por sua vez, terão mais capilaridade nos pontos de saque de dinheiro físico, além de praticidade nas operações.

“É preciso se atentar e saber caminhar com as novas oportunidades e situações que surgem. Com os novos serviços, após fazer um PIX para a conta do estabelecimento autorizado, os clientes poderão retirar o dinheiro em espécie – no caso do PIX Saque, toda a quantia transferida; já no PIX Troco, apenas a diferença do produto ou serviço que estão adquirindo no local”, explicou o dirigente.

A realização das operações segue dinâmica similar à de um PIX normal, a partir da leitura de um código QR. Se o estabelecimento usar algum tipo de automação no caixa, será necessário verificar se o software já está atualizado para aceitar as opções de saque/troco. Pessoas físicas e empresários individuais não pagarão tarifa para a realização dos serviços até o limite de oito transações mensais. A oferta dos dois novos produtos é opcional para estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços.
Vale lembrar que, por segurança, os limites máximos das transações de ambas as funções serão de R$ 500, durante o dia, e de R$ 100, das 20h às 6h. Entretanto, as empresas poderão trabalhar com limites inferiores a estes valores. Os comerciantes que quiserem ofertar as novas modalidades devem aceitar o PIX como forma de pagamento, assinando contrato bilateral com o participante PIX (geralmente, o banco de relacionamento da empresa). Na sequência, devem definir o dia e o horário que oferecerão o serviço, além dos limites mínimos e máximos de saque e se ofertarão valores trocados ou redondos.

Parceiros

CACB SCPC Certisign ACCREDITO