Twitter Facebook Instagram
Para acessar sua área PDO, insira os campos abaixo.

Amanhã é último dia do comércio garcense aberto em período noturno

Notícias 22 de dezembro de 2021

Aqueles que deixaram as compras natalinas para a última hora, ou que estavam esperando o pagamento do 13.º salário, devem se apressar. Na reta final para o Natal, que será celebrado neste sábado, o comércio garcense ficará de portas abertas no período noturno somente até amanhã, dia 23. 

“Estamos trabalhando com horário estendido desde o último dia 10 de dezembro. Sabemos que muitos deixam as compras para a última hora, ou que outros estavam esperando o pagamento do 13.º salário, mas não podemos nos estender mais. O acordado para o período noturno é até amanhã”, disse o presidente da Associação Comercial e Industrial de Garça (ACIG), João Francisco Galhardo.

De acordo com o dirigente a expectativa de aumento supera os 15% nas vendas para o Natal, melhor data do ano para o setor.

“Nós apostamos na abertura a noite para atrair consumidores. Registramos movimentos todos os dias. Nessa semana a movimentação se intensificou e temos observado que muitos estão comprando. Com os estabelecimentos abertos por mais tempo, oferecemos uma forma de oportunizar aos clientes um período maior de atendimento para as compras de fim de ano”, falou ele.

Além do horário especial o comércio garcense tem apostado em descontos e facilidades de pagamentos e, agora, os lojistas contam com compra de última hora.

"Deve ser melhor que 2020. No ano passado era o auge das medidas restritivas. Estávamos num cenário de incertezas. Agora é diferente, mas ainda observamos um consumidor mais cauteloso. A aposta agora é com as vendas de última hora que devem se intensificar entre hoje e sexta-feira”, comentou Galhardo.

Para o dirigente, a dificuldade vivida no decorrer do ano será sentida na compra dos presentes que devem se concentrar nas lembrancinhas.

De acordo com o horário especial de funcionamento em Garça, na sexta-feira, dia 24, o comércio ficará de portas abertas até às 16 horas. O mesmo se repetirá no dia 31 de dezembro.

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estima que o Natal brasileiro deve movimentar R$ 57,48 bilhões em vendas, com alta do faturamento de 9,8% em relação a igual período do ano passado. Apesar do incremento, em relação ao ano de 2020, o impacto da inflação deve frustrar lucro do varejo, afinal afetou o poder de compra da população. Em relação aos setores, o ramo de supermercados deverá ser o destaque no Natal deste ano, respondendo por 38,5% (R$ 22,11 bilhões) do volume total, seguido pelos estabelecimentos de vestuário, calçados e acessórios (35,3% do total ou R$ 20,28 bilhões) e pelas lojas de artigos de usos pessoal e doméstico (13,2% ou R$ 7,60 bilhões

Parceiros

CACB SCPC Certisign ACCREDITO